Hidurbe

Hidurbe aplaude ação da Câmara Municipal do Porto em aliar-se a iniciativa para revitalizar árvores da cidade

28/01/2021

A cidade do Porto é a única, em Portugal, que integra um projeto denominado UrbanMycoServe, iniciativa que desenvolve novas estratégias para a conservação das árvores urbanas de diversas cidades europeias, através da utilização de cogumelos silvestres. Deste modo, a cidade faz-se representar pela Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa, cujos investigadores acompanham este tipo de soluções há dois anos.

De acordo com a Câmara Municipal do Porto, o ponto de partida foi a realização de uma "pesquisa sobre as comunidades ectomicorrízicas associadas à tília prateada (tilia tomentosa)", tendo-se verificado que "as árvores em caldeira apresentavam maior diversidade de microrganismos e que a acção nativa destes seres microscópicos auxilia a árvore a mitigar os efeitos de stress provocados pelo sistema de plantio mais comum no meio urbano". Na condução desta pesquisa, os investigadores utilizaram diversas tecnologias, tais como sensores biométricos que instalaram em árvores de diferentes locais da cidade.

Posteriormente, os investigadores decidiram utilizar, em algumas plantas, uma técnica de inoculação que pretendeu introduzir fungos com propriedades benéficas para as árvores. Concluíram, desta forma, que as árvores que foram alvo deste tratamento cresceram mais depressa, principalmente, as mais debilitadas, apresentando um aspeto mais saudável.

Os investigadores da Universidade Católica tiveram luz verde do UrbanMycoServe, pelo que continuarão a estudar a aplicação de cogumelos silvestres nos espaços verdes, bem como a sua aplicação em outras espécies de plantas.

A Hidurbe aplaude esta iniciativa que decorre, também, nas cidades de Lovaina (Bélgica) e Estrasburgo (França), a qual engrandece e enrique a importância que os espaços verdes assumem nas cidades. Parabéns @camaramunicipaldoporto!

Leia mais sobre este projeto aqui!